Início >   Notícias >   Saúde

Itapetinga sedia encontro regional de saúde e torna-se referência no setor


Na manhã desta quarta-feira, 28, a secretaria de saúde de Itapetinga reuniu os representantes do setor de toda a região para debaterem o fluxo do Hospital Municipal Virginia Hagge, que será inaugurado no próximo mês.

12 cidades enviaram seu corpo técnico de saúde para participarem de um momento importante de avanço no cuidado e atendimento do Sus, desde a atenção básica até à especializada.

Ao abrir a reunião, a secretária Rosania Rabelo falou sobre o déficit que tínhamos em relação ao atendimento à gestante, maternidade e saúde da criança.

Ao apresentar a importância do pré-Natal para reduzir a mortalidade materna, a partir de uma assistência humanizada, a enfermeira Yandra Oliveira falou sobre o trabalho desenvolvido no município.

Nos postos de saúde, um protocolo criterioso foi criado para otimizar o atendimento. Uma planilha completa faz o acompanhamento de todos os dados gestacionais. Para garantir a saúde das futuras mamães, o município oferece atendimento multidisciplinar com vacinação, atendimento odontológico, prescrição de vitaminas e medicamentos necessários, além de serviços especializados com nutricionistas, fisioterapeutas. Há, ainda, a disponibilização de duas ultrassonografias por gestante. O atendimento especializado para gestantes de alto risco também foi explanado como um programa que oferece segurança e mais possibilidade de garantir vida. Atualmente, o município tem quase 600 grávidas acompanhadas na rede municipal, cerca de 80 delas estão acolhidas pela rede de alto risco, sendo cuidadas com os critérios necessários.

“Itapetinga tem ganhado destaque e se consolidado como polo regional, também na saúde. Ao inaugurar o hospital municipal, nossa cidade inaugura um novo tempo no atendimento SUS e dá mais um passo nesse desenvolvimento, fortalecendo-se como referência em todo o estado”, esclareceu a secretária Rosânia Rabelo.

À tarde, o grupo discutiu saúde mental, setor no qual Itapetinga já é referência por possuir uma rede completa de atendimento com Caps III, Caps Ad e duas residências terapêuticas.

“A ampliação do atendimento à saúde é uma demonstração clara de que o município se preocupa com seus cidadãos, trabalha com seriedade e, principalmente, de forma humanizada, porque uma administração pública tem como função primordial cuidar de gente”, disse o prefeito Rodrigo Hagge.

FIQUE ATUALIZADO